bíblia on-line

Bolívia revoga código penal que criminalizava a evangelização no país


Foto: Reprodução/Internet

O Presidente da Bolívia Evo Morales anunciou no último domingo (21) que irá revogar o Novo Código Penal do país, proposto em dezembro e que deveria ser aprovado ainda neste início de ano. Com 681 artigos, o novo código desencadeou uma onda de protesto de diversos setores sociais, inclusive das instituições religiosas, por prever, entre outras coisas, a criminalização da evangelização e dos cultos.

Em entrevista para um canal de TV boliviano, Evo Morales confirmou a decisão de revogar toda a proposta do novo Código Penal, afirmando que a ação visa parar os protestos e “evitar que a oposição use o código como pretexto para conspirar contra o Estado”. Morales ainda disse que espera elaborar outra norma em breve, mas desta vez com o consenso dos setores sociais.

Desde que foi anunciado o novo Código Penal da Bolívia, uma grande campanha de oração foi movida por igrejas de diversas denominações evangélicas e também católicas. A notícia de que a nova lei não entrará mais em vigor foi celebrada pelos cristãos nas redes sociais

“A mídia calou-se, mas a oração foi ouvida!”, escreveu o Pastor Silas Malafaia em sua página do Facebook, onde compartilhou o vídeo da entrevista de Morales.

“Deus ouviu a oração do povo boliviano […] Os jornais bolivianos informaram que Evo Morales acabou de revogar o artigo do novo Código Penal que criminalizava os cristãos por evangelizarem”, comentou um internauta.

“Depois de dias de tensão na Bolívia, eis que Evo Morales revoga o novo código penal do país, em que, em um dos artigos, proibia e criminalizava a evangelização. Deus Seja Louvado!”, comemorou outra usuária do Facebook.

No Twitter, Evo Morales (@evoespueblo) fala sobre decisão de revogar no Código Penal

O Presidente boliviano também usou as redes sociais para justificar o anuncio. No Twitter Evo Morales escreveu que sua decisão foi tomada para “evitar confusões” e para que “a direita deixe de conspirar”. Morales ainda disse que uma carta será enviada para a Assembleia Legislativa da Bolívia nos próximos dias, oficializando a decisão.

“Decidimos revogar o Código do Sistema Penal para evitar confusões e que a direita deixe de conspirar e não tenha argumentos para gerar desestabilização no país, com desinformações e mentiras. Enviaremos uma carta para a Assembleia Legislativa nos próximos dias”, escreveu Evo Morales em sua página no Twitter (@evoespueblo). “O Governo Nacional jamais vai aprovar normas contra o povo boliviano”, concluiu o Presidente da Bolívia.

Com informações de ElDeber


Uma resposta para “Bolívia revoga código penal que criminalizava a evangelização no país”

  1. valdeci lucio cordeiro disse:

    NAO ACREDITO ISSO VAI AINDA PEGA FOGO ESSE PRESIDENTE VAI CONTINUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *