bíblia on-line

Blog Bispo Átila

JUNHO E SUAS FESTAS PAGÃS; AS FAMIGERADAS FESTAS JUNINAS! . . .


bp. atila“Porque a rebelião é como o pecado da feitiçaria, e a obstinação é como a iniquidade e idolatria, porquanto tu rejeitaste a Palavra do Senhor, Ele também te rejeitou.” (I Sm 15:23)
Desde que o homem, no Éden, rebelou-se contra o Senhor da História, preferiu-se do que a Deus, e bandeou-se, portanto,  para o time do diabo, duas coisas terríveis lúcifer lhe deu como presente: Um panteão repleto de falsos deuses, para que o homem adorasse, deixando, destarte, de adorar ao Criador, para adorar a criatura (politeísmo) e a possibilidade de, mediante a prostituição generalizada, ter várias mulheres (poligamia).
Depreende-se daí, que quem adora um Deus Único e Verdadeiro, é monoteísta, e só tem, em vista disto, uma única mulher, uma esposa, é monógamo. Quem adora vários deuses é politeísta, e por força disto, tende a ter várias mulheres, é polígamo.

Dentro desse politeísmo idolátrico, existem deuses para todo tipo de coisa ou de necessidade, e, no mês de Junho, especialmente no sertão brasileiro, no nosso Nordeste, a coisa realmente extrapola: Em 13 de junho, eles costumam homenagear “santo” Antônio, conhecido como “santo casamenteiro”, pois é o alvo de preces das moças que anseiam por um noivo, e não desejam permanecer no “barricão” ou no “caritó”.  Muitas delas chegam a apelar para  simpatias, como amarrar sua imagem de cabeça para baixo no sereno, ou jogá-lo no fundo do poço até que o pedido seja atendido.

“santo” Antônio, a quem conferiram a patente de general, é, por isso, considerado “o protetor dos soldados” e, não se sabe a razão porque é, também, considerado o “protetor dos comerciantes”, motivo pelo qual, a sua figura é encontrada frequentemente em lojas e afins. As suas festas abrem o calendário junino, pois é na famosa trezena, de 1 a 13 de junho, onde há sempre, muitas rezas e cânticos, no intuito de alcançar “graças” ou para agradecer um “milagre”. No fim das rezas, sempre há distribuição de guloseimas de milho verde, licor de jenipapo e o tradicional pãozinho para colocar na lata de farinha dos fiéis. Ele é festejado em 13 de junho, data da sua  morte, em 1.231, na cidade de Pádua, na Itália. O português Fernando de Bulhões nasceu em Lisboa, em 15 de agosto de 1.195, e recebeu o nome de Antônio ao passar da ordem de santo Agostinho, para a ordem de são Francisco. A partir daí, ele ficou conhecido como “santo” Antônio de Lisboa ou “santo” Antônio de Pádua.

A Bíblia, a constituição do governo de Deus, nos assegura a provisão de Deus para Seus Filhos, também na área emocional, quando, reconheceu que não é bom que o homem esteja só, providenciou-lhe a sua companheira, que lhe é dada como presente de Deus.(Gn. 2:18).  Em 23 de Junho começa a festa que, segundo a tradição, é a véspera do dia do nascimento de São João Batista. Os convivas embalados por forrós ou por quadrilhas, embriagados pela ingestão de licores de tudo quanto é sabor, soltando o seu foguetório, bradam desesperadamente: “Acorda João”, porque se comenta que, no seu dia, ele adormece, pois se estivesse acordado, vendo as fogueiras, não resistiria, e desceria à terra.

É também da tradição popular, a estória de que os pais de João Batista, Isabel e Zacarias, acenderam uma fogueira para avisar que o seu filho havia nascido.
Yohanan Há Matêbil, João, o Batista, que era primo do Senhor Jesus, e quem O batizou no Jordão, morreu em 29 de agosto do ano de 27 d.C, na Palestina, degolado por ordem de Herodes Antipas, a pedido de sua enteada Salomé, filha de sua cunhada Herodias, esposa de Filipe seu irmão, e amante de Herodes.
Certamente que esta forrozada, regada a cachaça, não celebra a pessoa de São João Batista, pois ele jamais aceitaria uma alfarromba deste jaez, uma vez que declarou: “O que importa mesmo é que cada dia eu diminua e Jesus Cristo entre em evidência.”(Jo 3:30)

Em 29 de Junho, a festa de “são” Pedro encerra o ciclo dos festejos juninos. As comemorações e “bebemorações” seguem os mesmos trajetos e estilos de “santo” Antônio e “são” João, com fogueiras, fogos, licores e mastros com a bandeira do “santo protetor” dos pescadores e das viúvas. Ele é festejado em procissões fluviais e marítimas em várias cidades do Brasil. Tudo indica que a tradição quis homenagear esse “santo”, visando a considerá-lo ou mesmo confundi-lo com São Pedro de Betsaida, Apóstolo do Senhor Jesus que, segundo a mesma tradição, é porteiro dos céus e responsável pelo clima da terra, razão porque nas regiões castigadas pelo estio muitos fazem preces para ele, enquanto outros lhe improperam palavrões, xingando-lhe de tudo quanto é nome obsceno.
Diz ainda a voz do povo que no casamento de Caná da Galiléia foi Pedro quem bebeu o vinho todo, pois era pinguço, razão porque o Senhor teve que realizar o Seu primeiro milagre, transformando água em vinho. Razão disto, os foliões se embriagam com licores, em sua homenagem. Dizem outros que como ele cortou a orelha de Malco com uma espada, os foliões de Cruz das Almas, costumam cortar com as suas “espadas” (um cano ou bambu cheio de pólvora), não somente orelhas, mas, também, braços, pernas, mãos, dedos, furação de olhos, etc.
Jamais participe destas festas juninas, pois isto nada tem de Cristianismo, mas sim de carnavais fora de época, se é que existe época para a realização das bacanais do carnivali ou  o vale da carne.

Bispo Átila Brandão


4 respostas para “JUNHO E SUAS FESTAS PAGÃS; AS FAMIGERADAS FESTAS JUNINAS! . . .”

  1. Cleviton disse:

    Mais absurdo que a prisão do pastor Marco Pereira!?… mais absurdo que a condenação imposta pelos satanistas à ele!?… é o quanto dorme o povo de Deus nos braços de satanás!…
    http://www.poesias.omelhordaweb.com.br/index.php?cdPoesia=110668

  2. Diogo Bitencourt Filho disse:

    Que a Graça e a Paz do Senhor Jesus seja contigo e com toda a sua família Bispo!
    Jesus Cristo de Nazaré te abençoe e te guarde sempre. Estudo muito edificante e muito forte, uma vez, que nos ensina algo, onde refletimos sobre tudo o que está acontecendo ao nosso redor nessa época (festas pagãs), pois além de, a partir dessas informações estarmos cientes de o que significam estas comemorações, também temos o dever de passar esse aprendizado à diante para que outras pessoas ( crentes ou ímpias), não venham a se envolver nessas comemorações satânicas.
    Deus te abençoe com todas as sortes de Bênçãos espirituais e materiais em Cristo Jesus, e que o senhor esteja sendo usado por Deus sempre para nos trazer essas edificantes informações CELESTIAIS!
    Deus abençoe e faça prosperar o Ministério IBCA.
    Diogo B. Filho (IBCA – CABULA – Conj. ACM).

  3. Yerhudi Almeida disse:

    Agradeço a Deus pela vida do Bispo Átila. Palavras pertinentes para uma igreja mundial que vive em conflito de doutrinas.

  4. RONALDO MACHADO disse:

    ola Bispo
    graça e Paz
    gostei dos estudos e quero aprofundar meus conhecimentos

    pastor Ronaldo
    ig Batista Nacional
    pontes e lacerda MT
    68 9 99268569 – WATS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *